Busca avançada                              |                                                        |                            linguagem PT EN                      |     cadastre-se  

Itaú

HOME >> ACERVO ON-LINE >> COLUNAS >> COLUNISTAS >> Leny Kyrillos
COLUNAS


Leny Kyrillos


Fonoaudióloga pela Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina, Especialista em Voz pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia – CFFa, Mestre e Doutora em Ciências dos Distúrbios da Comunicação pela Universidade Federal de São Paulo. É comentarista da coluna semanal Comunicação e Liderança na rádio CBN. Personal & Professional Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching e Professora convidada do Curso de Especialização em Distúrbios da Comunicação Humana da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina.

É coautora dos livros Voz e Corpo na TV – a fonoaudiologia a serviço da comunicação (editora Globo – 2003) e Comunicar para liderar (editora Contexto - 2015); organizadora dos livros Fonoaudiologia e Telejornalismo (editora Revinter – 2002, 2003 e 2004) e Expressividade (editora Revinter – 2004), além de autora de várias publicações científicas, nacionais e internacionais. 

Ainda participa da consultoria e assessoria de comunicação de diversas empresas, instituições financeiras e políticos e é responsável pelo atendimento a profissionais de rádio e televisão.

Gentileza gera encantamento

              Publicado em 03/11/2014

Por incrível que pareça, a "bola da vez" é a retomada da gentileza, das boas maneiras na nossa vida, pessoal e profissional.

Várias publicações vem colocando em pauta esse tema. Artigos em revistas, livros derivados de O monge e o executivo, Encantamento, Liderança invisível e muitos outros buscam chamar a atenção para um assunto que não tem nada de novo! Triste perceber que essa retomada foi necessária, que deixamos de nos ocupar com as regras da boa convivência, tão arduamente ensinadas por nossos pais, professores, gurus... Mas essa iniciativa é muito positiva! Mostra claramente duas coisas importantes: gentileza faz bem... E ainda turbina resultados no trabalho! Várias pesquisas mostram o aumento do rendimento, o maior alcance de metas quando as relações nas empresas melhoram e passam a contar com a atenção dos líderes.

Em muitas publicações, o líder ideal é descrito como um servidor; ele tem o foco no seu liderado, busca identificar as suas necessidades, oferecer as melhores condições para a realização das tarefas, reconhecer os resultados, premiar, dar feedbacks construtivos... Ufa! Tudo isso passa pelo desenvolvimento de uma competência cada vez mais valorizada no meio empresarial: a comunicação.

O bom líder pode e deve dar autonomia aos seus liderados para decisões pontuais. Para que isso aconteça de modo positivo, ele deve ser capaz de comunicar claramente os seus objetivos, suas crenças e valores, para ser compreendido e para que as escolhas de seus subordinados estejam de acordo com seu propósito maior.

De modo mais prático, algumas sugestões podem contribuir:

  • Defina claramente quais são os seus objetivos, crenças e valores; certifique-se sobre o quê você considera realmente importante!
  • Elabore um conjunto de expressões simples e diretas, que traduza as suas mensagens principais;
  • Fale de modo empático e convicto. Tem que ter paixão e convicção, desejo genuíno de se fazer entender e interesse em convencer o outro!
  • Ouça sempre com muita atenção. Demonstre tranquilidade, vontade de saber o que se passa com o outro, como se sente e como lida com suas condições. Descubra o que motiva o seu interlocutor!
  • Olhe nos olhos. Deixe claro o seu interesse e a sua disponibilidade;
  • Aproxime-se do seu interlocutor, e demonstre essa proximidade também corporalmente. Incline o tronco em direção dele, toque-o, use gestos calorosos;
  • Sorria, sempre! O sorriso tem uma força extraordinária; cativa o outro, quebra eventuais resistências, aproxima e, principalmente, provoca no outro a mesma tendência de resposta. O sorriso contagia!
  • Use e abuse de palavras gentis e calorosas: por favor, obrigada, desculpe, que ótimo, ficou muito bom, posso te ajudar?
  • Fale suavemente. A fala assertiva pode e deve ser gentil! Cuidado com a intensidade, evite gritar a todo custo, tire o peso. Sua voz deve ser como um abraço sonoro, carregada de suas boas intenções

Finalmente, entenda que a sua comunicação gera impacto, constrói percepção em seu interlocutor, e este reage imediatamente a ela! Busque sentir e reproduzir o impacto que você pretende ter de volta. Entenda que a melhor forma de conduzir o outro é inicialmente se aproximar, para daí caminhar junto. Na vida profissional, como nas suas relações pessoais, gentileza gera gentileza, bem-estar, e quem se sente bem é sempre mais feliz!


Os artigos aqui apresentados não necessariamente refletem a opinião da Aberje e seu conteúdo é de exclusiva responsabilidade do autor. 1686

O primeiro portal da Comunicação Empresarial Brasileira - Desde 1996

Sobre a Aberje   |   Cursos   |   Eventos   |   Comitês   |   Prêmio   |   Associe-se    |   Diretoria   |    Fale conosco

Aberje - Associação Brasileira de Comunicação Empresarial ©1967 Todos os direitos reservados.
Rua Amália de Noronha, 151 - 6º andar - São Paulo/SP - (11) 5627-9090